Archive for the 'Tecnologias Livres' Category

29
mar
14

Mercado de Armações de Óculos Brasileiras

oculos

A maior fabricante de armações em território nacional é o Grupo Tecnol (Marcas próprias: Iron, Tecnol, Jean Monnier, Paddock e Vilenev / Marcas licenciadas: Benetton, Kipling, Playboy, Turma da Mônica, Isabella Fiorentino, Forum, Platini, Guttier, Pierre Cardin e Seninha), antiga empresa brasileira fundada em 1972 que foi comprada em 2011 pela Luxottica (Marcas: Arnette, Eye Safety Systems, K&L, Luxottica, Mosley Tribes, Oakley, Oliver Peoples, Persol, Ray-Ban, Revo, Sferoflex e Vogue), maior empresa do setor no mundo.

Aos interessados em comprar uma armação produzida no Brasil, por empresa brasileira sem pagar royalties ao exterior, terá que se esforçar um pouco na compra do seu óculos de sol ou grau. Abaixo, segue uma lista com comentários:

Tortuga:

Minha atual armação é dessa marca, fácil de encontrar em óticas menos famosas no Rio de Janeiro, empresa aparentemente com preocupações ambientais e sociais (Se é que isso é possível).

LIVO:

Um dos conceitos mais interessantes, essa empresa esbanja criatividade e marketing! Com provador virtual, entrega em casa, preço fixo, devolução diferenciada e etc.

Marcas da OPTISOL:
Jean Marcell
Marie & Jean
Renata Regis
Ferrati
Rurus
Julien Lafond

Marcas da MONTMARTRE:
Detroit
Oxygen

Marcas da METALZILO:
Topstar
Swissline
Zen

Marcas da MASTERGLASSES:
Corolla
Optimax
Hagnus

Marcas da Smart:
Smart Anatômico
Smart Black
Smart Classic
Smart FashionQuando afastamos nossa única cúmplice
Smart Flex
Smart Leve
Smart Pop
Smart Solar

Absurda:

Marca muito premiada em design, recente. Fabrica as armações na Argentina e se intitula uma marca Latino-Americana.

 

Armações de Madeira:

Esse é um capítulo a parte, uma nova tendência que pode ser conferida nesta matéria, abaixo seguem alguns fabricantes brasileiros:

Leaf

Notiluca

Addict

 

*Não consegui identificar a produção da Yerik (madeira), Evoke (madeira), Mormaii e da Triton, empresas brasileiras.

 

Creative Commons License

“Mercado de Armações de Óculos Brasileiras” por Gutemberg Motta é licenciado sob Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

Eu apoio:

Support Wikipedia tt
30
jun
12

O Globo no Android

Para quem mora no Rio de Janeiro ou é carioca, o melhor jornal para saber o que é publicado pela “grande” mídia brasileira é o jornal O GLOBO. Com uma tiragem de aproximadamente 300 mil exemplares diários, é um dos jornais mais vendidos no país. Apesar disso, além de sua edição digital para computador conhecida como “Globo Digital“, só existem versões para IPad, IPhone e Kindle. Ou seja se você usa o sistema operacional Android, você não pode ler O GLOBO, certo? Errado!

O que muitos não sabem é que existe um aplicativo desenvolvido pela Amazon para disponibilizar o conteúdo do Kindle nos aparelhos Android! Ou seja, você instala o Kindle for Android no Android e tem acesso ao GLOBO NO KINDLE! Como assim? Por U$ 9,90 mensal você assina versão impressa do jornal O GLOBO na tela do seu ANDROID! Uma bagatela comparado aos R$ 51,00 da versão em papel, ou ainda da versão digital de R$ 29,90.

Creative Commons License

“O Globo no Android” por Gutemberg Motta é licenciado sob Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

Eu apoio:

Support Wikipedia
17
abr
11

Meu primeiro Android

Como um entusiasta do software livre, estava ansioso para por as mãos em meu primeiro celular com Android, sistema operacional livre criado pela Google. Adotado por quase todos os fabricantes de celulares do mundo, o Android já é a segunda plataforma para smartphones mais popular do mundo. Entre as várias opções disponíveis no mercado, optei pelo Motorola Defy.

O que me levou a essa escolha? Pois bem, a relação custo-benefício foi minha referência, se por um lado tínhamos o top dos Androids atuais, o Samsung Galaxy S, do outro tinha opções mais em conta como o Sony Xperia X10 Mini, o Samsung Galaxy 5 e o Motorola Spice. Não queria pagar muito por um aparelho, então escolhi ir para a operadora que me oferecesse o melhor preço para adquirir um aparelho.

Pendrive, câmera, telefone,Aqui vale um comentário especial, a Claro que está oferecendo excelentes descontos em aparelhos, posso dizer que são preços imbatíveis. Nesta onda, acertei com a Claro… Paguei 99 reais pelo Motorola Defy, em troca de uma conta mensal a partir de R$130,00!

A primeira sensação que você tem quando começa a mexer num Android é: “Estou mexendo num computador!”. O que não deixa de ser verdade… Um smartphone é um item essencial em qualquer pretensão de se manter conectado hoje. E o Android dá show! São milhares de aplicativos disponíveis, acabei de descobrir que o navegador Firefox 4 já tem versão para Android (Sem suporte ao Adobe Flash, ainda)!!!

Me sinto com um canivete suíço cibernético no bolso: Pendrive, câmera, telefone, jogos, leitor de documentos, ponto de acesso à internet, mp3 player, porta-retrato digital, filmadora etc… São tantas funções disponíveis que as vezes não sabemos o que fazer. Mas existe também um detalhe importante para se lembrar, como eu já disse, um Android é quase um computador, seja para o bem seja para o mal… Começam a surgir muitos vírus para esta plataforma, aprenda a se proteger também!

Para além do Android, temos o Motorola Defy, um aparelho resistente a riscos (mas nem tanto), resistente a quedas (mas nem tanto), resistente a água (mas nem tanto) e resistente a poeira (mas nem tanto)… Ele é vendido como uma picape off-road, mas na verdade é uma picape para rodar na cidade… O que já é extremamente excelente! Estou muito contente com essas características, apesar de ter abusados nos testes e ele ter ficado com algumas cicatrizes… O que me fez comprar dois acessórios de proteção, uma capa e uma película de proteção da tela! Quero aproveitar e comentar como é boa essa capa da ARMOR, ela encaixou perfeitamente com o meu celular, ninguém é capaz de perceber que existe uma capa, foi um encaixe perfeito que escondeu todas as cicatrizes dos meus excessos. Fiquei muito feliz em ter meu celular com aparência de novo, novamente… : )

Vamos ao lado B dessa história, todos os celulares equipados com Android  consumem muita bateria, sem muito esforço a bateria dura no máximo 2 dias… Se houver um uso mais intenso, nem um dia de duração… E isso vale para todos os celulares com Android, não só o Defy… Pude confirmar com meus próprios olhos essa dificuldade com o Spice e Galaxy S também (Dicas para economizar bateria no seu Android). Em compensação a carga  é recuperada rapidamente além da possibilidade de carregar em uma porta USB. Outra boa notícia é que os celulares mais novos, e isso inclui praticamente todos com Android, usam um mesmo padrão de cabo, ou seja, posso carregar o meu Motorola com um cabo da Samsung! Essa iniciativa surgiu na Europa que fez um acordo com os fabricantes para que todos adotassem o mesmo padrão micro-USB em seus carregadores e cabos de dados, e consequentemente, essa iniciativa esta se difundindo para o resto do mundo.

Configurando minhas contas de Facebook, Orkut, email etc, no Defy, também tive um cansativo problema com a sincronização de todos esses contatos. Não sei se trata-se de uma falha do Android ou do aplicativo da Motorola, MotoBlur. Depois de configurar as contas, somem os contatos do próprio celular. Daí é um tal de deleta conta, configura conta, reinicia celular… Lá pra sexta ou sétima vez, o negócio simplesmente funciona.

Enquanto eu escrevo aqui sobre meu primeiro Android, a Motorola lança dois aparelhos equipados com Android que prometem muito! Aliás, a Motorola renasceu das cinzas… Há muito tempo a Motorola não tem uma safra de equipamentos tão bons! Mas voltando ao lançamento, são eles: O tablet Xoom (Lê-se Zoom) e o celular Atrix (Artigo sobre tablets).

Pendrive, câmera, telefone,Pendrive, câmera, telefone,Cada um merece seu próprio post, mas não vai ser dessa vez, então vou falar um pouquinho deles. Os dois são equipados com processadores de dois núcleos, os famosos dual-core, são processadores comparáveis a de um computador de mesa. O Motorola Xoom é o primeiro tablet equipado com o Android 3.0, esta é a primeira versão do Android projetada para um tablet. Sabe o que o Xoom tem que o Ipad não tem?! Na verdade são vários itens, mas um é um diferencial e tanto, ele tem Flash! Você vai poder navegar na internet em todas as páginas construídas em Flash! Neste momento o Xoom está em pré-venda pela bagatela de R$1899,00, e é minha primeira opção para tablet. Mas estou aguardando até o início do segundo semestre de 2011 para ver outros lançamentos no Brasil e perceber o efeito da concorrência nos preços.Pendrive, câmera, telefone,

O Motorola Atrix realmente não é só um celular, ele é computador de mesa com direito a teclado e mouse convencionais e também é um laptop! Como assim? Veja as fotos abaixo e conheça a santíssima trindade:

Pendrive, câmera, telefone,

Celular, laptop e desktop! Tem noção? E quando o Atrix se conecta um de seus docks, ele abre um outro sistema operacional, um linux, chamado por WebTop que tem um Firefox standard nativo rodando. Pelos testes realizados por sites e blogs especializados, seu desempenho equivale aos netbooks vendidos hoje. Certo, esse é meu atual sonho de consumo, mas vale dizer que não tenho pressa em realizá-lo. Ainda estou explorando e conhecendo meu Defy e aguardando mais novidades do mundo Android. Minha sugestão pra quem está interessado num Android? Espere até o segundo semestre do ano, também está chegando por aí o Samsung Galaxy S II!

Por fim posso garantir esse é meu primeiro Android de muitos que ainda virão.

*Revisado por Hta Odara

Creative  Commons License
“Meu primeiro Android” por
Gutemberg Motta é licenciado sob
Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

30
nov
10

lenovo ideapad s10-3t, ipad, samsung galaxy tab – parte 2

A minha história com o Lenovo Ideapad S10-3t tem uma segunda parte. Pois bem, após um mês de uso, comecei a perceber as limitações desse equipamento híbrido, meio tablet, meio netbook. Tanto o Ubuntu quanto o Windows não estão preparados para ser um sistema operacional de um tablet. A experiencia touch se limitava a uma espécie de mouse e não a uma nova interface como se esperava, nada se adequava ao tamanho da tela, o processamento estava muito aquém da necessidade.

O navegador não é multi-touch e não está preparado para exibir adequadamente as páginas da internet. E aplicativos adequados para este tablet? Nenhum! Comecava a entender o sucesso do IPAD e sua App Store com quase 300 mil aplicativos disponíveis.

Já estava arrependido da aquisição quando descobri que a saída de video VGA não estava funcionando. Levei na loja e depois de alguma demora eles reconheceram o problema e toparam efetuar a devolução do dinheiro, assim por sorte consegui restituir meu investimento depois de ter desistido de continuar a usar o Lenovo S10-3t como uma ferramenta que ele não é, um tablet. A atitude da loja foi correta e adequada, e mais, muito louvável já que poucas lojas cumprem suas obrigações perante seus consumidores ainda hoje. Dessa maneira, deixo aqui essa consideração a respeito da buy4less / pcmall.

Eu quero um tablet e agora? Bem depois dessa experiência, resolvi não errar de novo, e no final de Agosto comprei um IPAD com WiFi, 3G, 64GB, o top do top no mundo, dessa vez eu tive a certeza que estava comprando o melhor, o ideal, um verdadeiro tablet. E realmente seu hardware é poderosíssimo! Como pode um tablet ter um processador melhor que um netbook?! Essa era a impressão! Só pode ser Apple! O acelerômetro é fantástico, jogos com essa nova forma de interagir são viciantes…

Pouco tempo depois, o jornal O GLOBO lançou um aplicativo para leitura no IPAD… O que posso dizer? Magnífico! Estava finalmente no paraíso… Com o dia-a-dia, comecei a me deparar com muitas dificuldades advindas de um sistema operacional fechado, cheio de travas. Só pode fazer isso assim, isso não pode, aquilo também não. Fotos? Músicas? Vídeos? Só pelo Itunes… Itunes? Só pra Mac OS ou Windows… Mas eu uso Linux! Tudo bem, fui eu cheio de boa vontade, instalei o Virtualbox, virtualizei um Windows Vista (Instalei o Vista porque tinha uma licença original), instalei o Itunes e comecei a operar com o Itunes… Mas eu tinha o Windows no trabalho, então iria sincronizar em casa e no trabalho, mas não foi possível, os arquivos que você sincroniza num computador, não podia sincronizar no outro…

Como pode um hardware tão bom, ser ultrajado por um software limitado? Que fique claro que as limitações não são técnicas, são limitações impostas pelo Steve Jobs e seus amigos…  É como você ter um carro de corrida mas só poder usar a primeira marcha… Comecei a rechaçar o IPAD, o IOS, a Apple e tudo aquilo que eles significam… É muita tecnologia a mercê de limitações impostas… Deve ser por isso que o Apple-maníaco só usa produtos da Apple, para as limitações sejam as menores possíveis já que se vive numa redoma de maçã.

Você sabia que alguns hackers ficaram ofendidos com essas limitações e resolveram acabar com elas? Desenvolveram um software que quebra essas limitações, seu nome? Jail Break, que numa tradução livre seria “Quebrar as grades da prisão”. A maioria dos produtos da Apple tem seu Jail Break disponível na internet. Porém, da mesma maneira que quando usamos o Windows pirata incentivamos o seu uso, se utilizamos o Jail Break no IPAD, incentivamos o uso dos produtos da Apple, que agora fazem parte da minha lista negra. Sem chance!

E quando eu já estava desistindo de encontrar vida inteligente no mundo dos tablets, eu descobri que estava pra sair um com sistema operacional Linux Android com um hardware muito potente, era o Samsung Galaxy Tab! O Android é a “versão livre” do IOS da Apple, com um mercado de aplicativos em expansão fenomenal, já são mais que 100 mil aplicativos no Android Market, e se as curvas tendenciais se mantiverem, eu pouquíssimo tempo o Android Market vai passar o App Store em número de aplicativos. De imediato coloquei meu IPAD à venda. A Samsung também lançou um smartphone com tela multi-touch de 4″ e um hardware fantástico, o Samsung Galalaxy S I9000, que foi lançado no Brasil com TV analógica e digital. Ele parece uma miniatura de tablet, assim que eu vender o IPAD, vou comprá-lo e aposentar meu bravo Nokia E51. Imagino que este smartphone da Samsung posse cumprir as funções de um tablet, mas isso é história para um outro post.

Alguém pode se perguntar quais são as funções de um  tablet, o que o diferencia do notebook. Vou tentar simplificar, enquanto o notebook é uma ferramente de trabalho que precisa de robustez (um teclado de verdade por exemplo), o tablet deve ser uma ferramenta de multimídia, sua tarefa é entreter. No tablet estarão seus álbuns de fotos, suas músicas, seus vídeos, seus jogos, seu acesso ao entreterimento na web

*Revisado por João Paulo Rodrigues de Carvalho.

Creative  Commons License
“Lenovo Ideapad S10-3t, iPad, Samsung Galaxy Tab- parte 2” por
Gutemberg Motta é licenciado sob
Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

13
jun
10

Meu Tablet PC, Ubuntu no Lenovo Ideapad S10-3t

Talvez eu poderia dizer que eu estou me adiantando a próxima onda tecnológica, mas isso seria um exagero para uma onda que já chegou! Afinal, o que é um tablet? Uma livre tradução seria “computador pessoal comprimido”, isso pode não dizer muito para você porém sobre o iPad você já ouviu falar, né? Pois bem, podemos dizer que o iPad é hoje o tablet mais famoso do mundo.

Quais as vantagens de um tablet? Podemos dizer que ele é leve, pequeno e super portátil (só perde para o celular nesse quesito), excelente como terminal de consulta e para leituras (até as mais longas). Temos alguns exemplos de equipamentos limitados para algumas funções como o Kindle da Amazon que tem a função de leitura de livros, os conhecidos ebooks. Na busca de encontrar o Tablet mais polivalente possível encontrei dois excelentes modelos que mesclam funções de netbook (um notebook menor) e de tablet, o Asus EeePC T91 e o Lenovo Ideapad S10-3t. Optei por comprar o Lenovo por este ter uma tecnologia touchscreen mais sensível e precisa(Lamentavelmente, ainda não temos nenhum tablet fabricado no Brasil).

Esse modelo da Lenovo só tem venda oficial nos Estados Unidos, mas encontrei  numa loja virtual com sede no Rio de Janeiro. Apesar de pagar um ágio considerável pela compra local, também ganhei uma garantia estendida do lojista. Após as prévias, finalmente peguei o computador em minhas mãos! Com o Windows 7 instalado e alguns aplicativos explorando a função touch, o equipamento se comporta muito bem apesar de limitado pelo seu poder de processamento. Voltar a usar os produtos da Microsoft realmente se tornava cada vez mais uma experiência deprimente, mas instalar o Linux poderia se transformar numa experiência traumática já que não haviam garantias do funcionamento da função touch. Porém não suportei continuar a usar o Windows e resolvi arriscar…

Primeiro passo, procurar a distribuição Linux mais adequada para este netbook/tablet. Já acostumado a usar o Ubuntu, lembrei que existia uma versão customizada para netbooks, não pensei duas vezes, entrei no site para baixar e me deparei com a primeira dificuldade, como instalar um sistema operacional sem um leitor de CD (netbooks e tablets não possuem)? Não tive nem muito tempo para imaginar as possíveis soluções quando terminei de ler a página de download com todas as instruções necessárias para instalar o sistema operacional a partir de um pendrive.

Depois de baixar o Ubuntu Netbook Remix 10.4 e terminar a instalação pelo pendrive, nenhuma surpresa, a instalação foi um sucesso mantendo Windows instalado. Entrei no Ubuntu e verifiquei que tudo funcionava, menos a placa de rede sem fio e a função touch. Através de um cabo de rede conectei-o na minha rede local para prover acesso a internet, então a primeira providência foi fazer todas as atualizações disponíveis no ¨Gerenciador de Atualizações¨. Daí, entrei no Firefox e como de costume, em sua primeira utilização apareceu uma mensagem para a instação do plugin do Adobe Flash Player, eu nunca tinha visto essa auto-instalação funcionar numa distribuição Ubuntu e isso terminou hoje, pois a instalação automática foi um sucesso.

Com internet e o sistema atualizado, acessei o ¨Drivers de hardware¨ que detectou minha placa de rede sem fio e se ofereceu para instalar, eu disse sim, um minuto depois a rede sem fio estava funcionando e eu pude desconectar o cabo de rede, simples e rápido. Agora só faltava a função touch funcionar, como eu não tinha a menor idéia do que fazer, fiz algumas pesquisas no Google até que eu encontrei um post que me mostrou o caminho, baixar e instalar um driver. Tão fácil que não teve nem graça. Tudo funcionando! Nunca foi tão fácil instalar um sistema operacional, mesmo num hardware tão específico!

Só posso deixar meus parabéns a distribuição Ubuntu que cada vez mais se supera, e melhor se supera a cada seis meses. Pra quem não sabe, a cada seis meses o Ubuntu lança um upgrade de versão. Pensando bem, eu levei mais tempo escrevendo esse post que instalando meu sistema operacional, é ou não é uma maravilha?

Para compartilhar arquivos na rede:

http://ubuntuaazip.blogspot.com/2010/02/compartilhar-arquivos-e-pastas-em-rede.html

Para ajudar na aventura touch:

http://wiki.eeeuser.com/ubuntu_9.10_on_the_t91_t91mt

*Descobri um teclado virtual escondido no Ubuntu, basta acessar Alt+F2, digitar onboard e enter!

Creative  Commons License
“Meu Tablet PC, Ubuntu no Lenovo Ideapad S10-3t” por
Gutemberg Motta é licenciado sob
Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

12
out
08

1/4 de século – Projeto GNU

Em 27 de setembro de 2008, ou 15 dias atrás, comemoramos 25 anos do Projeto GNU. Já falei aqui sobre um Mundo Livre, porém isso não foi criação minha, muitos antes de mim levantaram essa bandeira e outros, mais ainda, fincaram esta bandeira. Um deles, se chama Richard Stallman, uma lenda viva.  Não entrarei em detalhes, mas reproduzo abaixo um filme de 6 minutos onde Stephen Fry defende o Software Livre, produzido pela Free Software Foundation.

Vou aproveitar também para divulgar um outro vídeo mais explicativo, na verdade uma entrevista do Richard Stallman à Globo News, que pode ser assistido aqui.


Creative Commons License

“1/4 de século – Projeto GNU” por
Gutemberg Motta é licenciado sob
Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

21
set
08

Good Copy Bad Copy (Legenda PT-BR)

O filme conta um pouco sobre a situação dos direitos autorais pelo mundo, com casos interessantíssimos no Brasil, EUA e na Nigéria… Levanta a questão ética do direito autoral, um filmaço, imperdível. Tenho certeza que você não conhece o nosso tecnobrega!

Créditos

Creative Commons License
“Good Copy Bad Copy (Legenda PT-BR)” por
Gutemberg Motta é licenciado sob
Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.




Categorias